21.3.06

EDOI LELIA DOURA




A cantiga de Pedro Eanes Solaz

Eu velida nom dormia
lelia doura,
e meu amigo venia,
edoi lelia doura.

Nom dormia e cuidava
lelia doura,
e meu amigo chegava,
edoi lelia doura.

E meu amigo venia,
lelia doura,
e d'amor tam bem dizia
edoi lelia doura.

E meu amigo chegava,
lelia doura,
e d'amor tam bem cantava
edoi lelia doura.

muito desejei amigo,
lelia doura,
que vos tevesse comigo,
edoi lelia doura.

Muito desejei amado,
lelia doura,
que vos tevesse a meu lado,
edoi lelia doura.

Leli, leli, par Deus, leli
lelia doura,
bem sei eu que nom diz leli,
edoi lelia doura.

Bem sei eu quem nom diz leli,
lelia doura,
demo x'é quem nom diz lelia,
edoi lelia doura.


Pedro Eanes Solaz.
Séc. XIII.

"Durante muito tempo esta notável cantiga de amigo de Pedro Eanes Solaz não encontrou uma explicação cabal, dada a estranheza do seu duplo refrão. Mas desde o momento em que esse refrão foi identificado como uma frase árabe significando «e a noite roda», o seu sentido clarificou-se. Mantendo o perfeito e extraordinário lirismo das cantigas de amigo, Pedro Eanes Solaz aludiria aqui, ao mesmo tempo, aos amores proibidos entre uma donzela e um muçulmano (uma soldadeira bailarina com um músico árabe, dos que frequentavam as cortes peninsulares, seria imaginável). Esta hipótese, que actualmente prevalece, parece-me, aliás, confirmada por aquele demo que surge na última estrofe, parecendo baralhar todo o universo lírico anterior."
Graça Videira Lopes

Recordo ainda que esta cantiga emprestou o seu refrão ao título da "Antologia das Vozes Comunicantes da Poesia Moderna Portuguesa", organizada por Herberto Helder.

**********************



TEORIA LITERÁRIA

Uma pedra, uma folha, um malmequer
uma duna, uma brisa, um peixe-voador
uma ave, uma ria, um insecto
amoras, silvas, giestas, urzes
ouriços, glandes, pinhões, bolotas
mato, tojo, estevas, rosmaninho
alecrim, violetas, hortelã, cidreira
rã, raposa, figueira
melro, gaio, rola, pardejo, tentilhão
cuco, poupa, carriça, cerejeira
estorninho, águia, milhafre, falcão
chicharro, faneca, sardinha

Fica tudo por dizer
As palavras gozam a sua própria beleza



in "Um Segredo Guarda o Mundo",
Pedra Formosa Edições, Guimarães

Comments:
Parabéns pelo bonito poema, por ti, por seres um gande poeta, e pelo dia mundial da poesia.
 
E aqui está uma arte poética como quem cria o mundo.
Bravo!
R
 
This is very interesting site...
»
 
This is very interesting site... »
 
This is very interesting site... video editing schools
 
Este es un poema muy bonito, de antes de bifurcarse el galaico -Portugues en galaico y portuges. En esta epoca todos los trovadors castellanos que se preciasen componian en galaico-portugues Hoy en dia es dificil conocer el significado exacto de palabras como edoi (o por lo menos yo no se donde se puede encontrar este significado
La pagina esta muy bien, felicidades
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?