10.11.06

ESQUERDA




Um texto de Mário de Carvalho para reflexão, em tempos de dispersão:

"Não sei como se pode ser de direita. É viver e pensar entre zinabres, bolores e cotões. A direita não tem, nem nunca teve, princípios: tem preconceitos. A direita não tem, nem nunca teve, propostas: tem slogans. A direita não defende nem nunca defendeu causas: mas interesses. A direita não cria ideias: inventa pretextos. A direita não expressa razões: faz propaganda. A direita é a imagem do nosso atraso, responsável e promotora do que há de mais boçal, retrógrado e deprimente na sociedade portuguesa. Quando alguém se proclama de direita (e é de ressalvar que, individulmente falando, há na direita gente estimável e e respeitável a muitos títulos) assume um lastro de opressão, violência, ignomínia, mentira, obscurantismo, que pesa através dos séculos e que nos vem diminuindo e amesquinhando até aos nossos dias."
(in DN, 10.11.2006, p. 3)

Comments:
Pena é que sejam cada vez menos as pessoas que se lembrem disso e reflictam sobre efectivamente o que é a direita aqui tão bem definida pelo autor. Um abraço do Raul
 
O triste é que a Esquerda está ca dvez mais como a Direita, boa semana.
 
O pior drama são aqueles que são de direita sem saber o ela é.
Um abraço. Augusto
 
…as minhas saudações…
…ao fim de 3 anos de escritos, o meu blogue http://lobices.blogspot.com morreu;
…entendi que havia cumprido a sua “missão”…
…porém, ele deu lugar ao livro “Lobices”, uma compilação de tudo o que foi escrito ao longo destes meus últimos anos de vida…
…a vossa visita ao meu covil será sempre agradável e lá encontrarão o link para a aquisição do livro se esse gosto me quiserem dar…
…a minha (e)terna gratidão pelo vosso apoio e presença ao longo destes tempos…
…o vosso sempre amigo
quim
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?